Mónica Almeida

Home | Conhecer | Investigação | Testemunhos

“Mónica Braz de Almeida, filha do antigo preso político António Almeida”

Testemunho de Mónica Braz de Almeida
Filha do antigo preso político António Almeida, preso na Cadeia de Peniche de dezembro de 1967 a dezembro de 1969 (2 anos)

“São as minhas cartas. Uma espécie de tesourinho!
As cartas [do meu pai] normalmente tinham desenhos. São cartas para uma criança.
Esta foi nos meus anos. Era para a Rua Salpicada de Pedras, Lisboa.
Todas as cartas têm o carimbo da censura. Todas.

A minha vivência, quer em Caxias quer em Peniche, mas sobretudo em Peniche e o facto de não haver mais crianças e de eu ser muito pequenina, [tornei-me] uma espécie de mascote de todos os presos daquela época.

Há toda uma dimensão que eu acho que é realmente muito forte que é a dimensão do coletivo […] esse tempo todo que se passava com o grupo, que era um grupo de resistência e com toda uma ação em torno da luta pelos ideais da resistência ao fascismo, […] esses são os meus valores de base […]. Tu cresces e aprendes a falar nesse contexto.”

Conte-nos a sua história

Contribua para a nossa memória histórica coletiva

Se quiser deixar o seu testemunho contribuindo para a nossa memória histórica coletiva, ou disponibilizar um objeto/documento que seja relevante para o espólio do Museu Nacional da Resistência e da Liberdade – Fortaleza de Peniche, deixe-nos uma mensagem que nós entraremos em contacto consigo.

Deixe o seu Testemunho




A informação que vai enviar será guardada e processada através de email apenas para os fins acima mencionados. O MNRL irá tratar a sua informação pessoal com toda a confidencialidade e segurança de acordo com o estabelecido nos regulamentos de proteção de dados. Poderá retirar o seu consentimento de utilização dos dados em qualquer altura. Para tal deverá entrar em contacto com o nosso serviço de apoio a clientes através do endereço do seguinte endereço de email: geral@mnrl.dgpc.pt